A importância do exercício para o seu animal

Retirado do site: http://arcadenoe.sapo.pt/home.php

Para os gatos e cães no estado selvagem, o exercício é uma parte integral e fundamental da sua vida. Eles precisam de se mover para caçar e sobreviver. Para o cão ou gato doméstico o cenário é diferente. O único exercício que muitas vezes precisam de fazer é caminhar até à tigela da comida!

No entanto o exercício é essencial para manter o seu animal saudável. O exercício regular e vigoroso dos músculos estimula os tecidos do corpo e melhora a circulação. Os vasos sanguíneos dilatam e a pressão sanguínea aumenta o que provoca uma melhor oxigenação dos tecidos e ajuda a limpar as células de toxinas.

Porque não juntar o seu cão à sua corrida, passeio matinal, ou entrar em simples brincadeiras com ele (atirar o disco, um pau, etc.)? Quase todos os cães precisam de meia hora ou mais de exercício vigoroso diário. Se o seu animal for mais velho ou tiver algum problema cardíaco, modere a sua actividade e dê um passeio calmo e curto com ele. O tipo de exercício que escolher vai depender da idade, estado de saúde do seu animal e do seu próprio estilo de vida.

Certifique-se que o animal tem sempre água à disposição (pode levar um cantil consigo) e um sitio onde possa descansar à sombra. Em dias muito quentes ou muito frios não deverá exercitar o seu cão na rua. Evite os extremos de temperatura para brincadeiras ao ar livre. Procure fazer isso de manhã cedo ou ao final do dia. Tenha cuidado com o tipo de pavimento onde vai correr com o seu cão (asfalto quente ou cimento) pois podem magoar as almofadas das patas. Se notar que ele tem dificuldades em respirar, mesmo depois do exercício, modere a intensidade de sessões futuras.

Os gatos não têm predisposição para acompanhar o dono nas suas corridas ou correr para apanhar um pau que lhes atirem, mas gostam muito de brincadeiras e jogos. Isto é o suficiente para lhes dar um exercício adequado. Mesmo sem intervenção do dono os gatos fazem o seu próprio exercício (no simples acto de afiar as unhas por exemplo). Tenha sempre brinquedos e um poste ou placa apropriada para ele arranhar. Nunca se deve retirar as garras a um gato pois para alem de ser cruel e doloroso, impede o animal de as usar para se esticar e espreguiçar. Este processo fortifica os músculos e ajuda o gato a manter-se saudável. Um gato sem garras fica mais fraco e portanto mais susceptível a adoecer.

Existem muitos brinquedos (que pode adquirir em lojas especializadas) que poderá dar ao seu gato ou cão para brincar. O gato apreciará especialmente um rato de brinquedo ou outro objecto preso a um cordel.

Quando estiver a brincar com o seu animal (gato ou cão) não utilize a sua mão como “isco” da brincadeira. Isto pode ensinar ao animal que não há mal nenhum em morder ou arranhar a sua mão. Certifique-se que os brinquedos são seguros para mastigar e morder e que ele não os engolirá facilmente. Normalmente os melhores brinquedos são feitos de materiais naturais, como o couro.

A prática de exercício é uma das formas mais divertidas de passar tempo com o seu animal. Se não o costuma fazer, porque não começar hoje mesmo?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s